Questões de Odontologia - Página 297

  • questão #237200
    VUNESP - 2007 - Pref- Louveira SP - Odontólogo Esp. em Ortopedia Func. do Maxilares-Or
    Assunto: Geral
    De maneira geral, a mordida aberta anterior, que pode ocorrer na dentição decídua exclusivamente em decorrência de hábito de sucção de chupeta, já abandonado, deve ser tratada
    a) com aparelho ortodôntico fixo.
    b) com fonoterapia.
    c) com placa palatina com dispositivo que impede a protrusão da língua.
    d) após a erupção dos dentes permanentes, se houver necessidade.
    e) sempre na fase de dentição decídua, para evitar a erupção ectópica dos permanentes.
  • questão #237199
    VUNESP - 2007 - Pref- Louveira SP - Odontólogo Esp. em Ortopedia Func. do Maxilares-Or
    Assunto: Geral
    De maneira geral, a conduta clínica para alterações oclusais na dentição decídua compreende
    a) expansão mandibular, na presença de apinhamento dos incisivos inferiores.
    b) observação, na presença de mordida cruzada anterior causada por um desvio anterior da mandíbula.
    c) ajuste oclusal ou expansão maxilar, na presença de mordida cruzada posterior.
    d) manutenção de espaço em casos de perda precoce de dentes, principalmente do incisivo central superior.
    e) expansão maxilar, sempre que houver mordida cruzada posterior.
  • questão #237198
    VUNESP - 2007 - Pref- Louveira SP - Odontólogo Esp. em Ortopedia Func. do Maxilares-Or
    Assunto: Geral
    As afirmativas seguintes são relativas ao tratamento da oclusão classe II em pré-adolescentes: I. Existem casos que podem ser corrigidos com um aparelho extrabucal. II. Aparelhos ortopédicos costumam apresentar bons resultados em casos pouco severos. III. A decisão por extração de pré-molares ou cirurgia ortognática deve ser tomada, sobretudo, mediante a análise estética. Pode-se afirmar que está correto o contido em
    a) I, apenas.
    b) I e II, apenas.
    c) I e III, apenas.
    d) II e III, apenas.
    e) I, II e III.
  • questão #235466
    CESPE - 2007 - PM-RIO BRANCO- AC - Cirurgião Dentista
    Assunto: Geral
    Um paciente do sexo masculino, com 18 anos de idade, prestando serviço militar obrigatório há seis meses, apresentou-se para tratamento queixando-se de dor na região dos molares inferiores do lado esquerdo, sem conseguir identificar a origem da dor dentária. Na anamnese, foi constatado que o paciente apresentava quadro de estresse por estar fora do ambiente familiar e não conseguia se adaptar à rotina do serviço militar.
    Além disso, seus hábitos de higiene eram irregulares e sua dieta, descontrolada, com elevada ingestão de doces, balas e refrigerantes. No exame clínico e radiográfico completo foi observada a seguinte situação: < gengivite generalizada com áreas de sangramento espontâneo; < lesões de mancha branca opacas e porosas acompanhando o contorno gengival da área vestibular dos dentes posteriores; < na região inferior esquerda, a crista marginal da face mesial do terceiro molar já tocando o segundo molar na região do terço médio da face distal, havendo um capuz cobrindo parte da coroa deste terceiro molar com áreas de dilaceração do epitélio e sinais de inflamação aguda; < dente 16 com área radiolúcida na face mesial atingindo o terço interno da dentina na radiografia e sombreamento perceptível clinicamente atingindo a face mesial; < segundo imagem radiográfica, os dentes 24 e 25 apresentam perda mineral nos terços externos do esmalte proximal, nãovisíveis clinicamente; < restauração de amálgama oclusomesial no dente 36 com linha de fratura na direção correspondente ao ângulo axiopulpar (visível clinicamente, mas não-visível na imagem radiográfica).
    Tendo como referência esse caso clínico hipotético, julgue os itens.
    Está indicada a restauração do dente 16 com amálgama ou resina composta.
    Certo
    Errado
  • questão #235467
    CESPE - 2007 - PM-RIO BRANCO- AC - Cirurgião Dentista
    Assunto: Geral
    Um paciente do sexo masculino, com 18 anos de idade, prestando serviço militar obrigatório há seis meses, apresentou-se para tratamento queixando-se de dor na região dos molares inferiores do lado esquerdo, sem conseguir identificar a origem da dor dentária. Na anamnese, foi constatado que o paciente apresentava quadro de estresse por estar fora do ambiente familiar e não conseguia se adaptar à rotina do serviço militar.
    Além disso, seus hábitos de higiene eram irregulares e sua dieta, descontrolada, com elevada ingestão de doces, balas e refrigerantes. No exame clínico e radiográfico completo foi observada a seguinte situação: < gengivite generalizada com áreas de sangramento espontâneo; < lesões de mancha branca opacas e porosas acompanhando o contorno gengival da área vestibular dos dentes posteriores; < na região inferior esquerda, a crista marginal da face mesial do terceiro molar já tocando o segundo molar na região do terço médio da face distal, havendo um capuz cobrindo parte da coroa deste terceiro molar com áreas de dilaceração do epitélio e sinais de inflamação aguda; < dente 16 com área radiolúcida na face mesial atingindo o terço interno da dentina na radiografia e sombreamento perceptível clinicamente atingindo a face mesial; < segundo imagem radiográfica, os dentes 24 e 25 apresentam perda mineral nos terços externos do esmalte proximal, nãovisíveis clinicamente; < restauração de amálgama oclusomesial no dente 36 com linha de fratura na direção correspondente ao ângulo axiopulpar (visível clinicamente, mas não-visível na imagem radiográfica).
    Tendo como referência esse caso clínico hipotético, julgue os itens.
    Para os dentes 24 e 25, é indicada a execução de slot vertical nas superfícies proximais.
    Certo
    Errado
  • questão #235468
    CESPE - 2007 - PM-RIO BRANCO- AC - Cirurgião Dentista
    Assunto: Geral
    Um paciente do sexo masculino, com 18 anos de idade, prestando serviço militar obrigatório há seis meses, apresentou-se para tratamento queixando-se de dor na região dos molares inferiores do lado esquerdo, sem conseguir identificar a origem da dor dentária. Na anamnese, foi constatado que o paciente apresentava quadro de estresse por estar fora do ambiente familiar e não conseguia se adaptar à rotina do serviço militar.
    Além disso, seus hábitos de higiene eram irregulares e sua dieta, descontrolada, com elevada ingestão de doces, balas e refrigerantes. No exame clínico e radiográfico completo foi observada a seguinte situação: < gengivite generalizada com áreas de sangramento espontâneo; < lesões de mancha branca opacas e porosas acompanhando o contorno gengival da área vestibular dos dentes posteriores; < na região inferior esquerda, a crista marginal da face mesial do terceiro molar já tocando o segundo molar na região do terço médio da face distal, havendo um capuz cobrindo parte da coroa deste terceiro molar com áreas de dilaceração do epitélio e sinais de inflamação aguda; < dente 16 com área radiolúcida na face mesial atingindo o terço interno da dentina na radiografia e sombreamento perceptível clinicamente atingindo a face mesial; < segundo imagem radiográfica, os dentes 24 e 25 apresentam perda mineral nos terços externos do esmalte proximal, nãovisíveis clinicamente; < restauração de amálgama oclusomesial no dente 36 com linha de fratura na direção correspondente ao ângulo axiopulpar (visível clinicamente, mas não-visível na imagem radiográfica).
    Tendo como referência esse caso clínico hipotético, julgue os itens.
    Para o dente 36, como não foi detectada a presença de recidiva de cárie, é indicado apenas um reparo na área da fratura.
    Certo
    Errado
  • questão #235469
    CESPE - 2007 - PM-RIO BRANCO- AC - Cirurgião Dentista
    Assunto: Geral
    Um paciente do sexo masculino, com 18 anos de idade, prestando serviço militar obrigatório há seis meses, apresentou-se para tratamento queixando-se de dor na região dos molares inferiores do lado esquerdo, sem conseguir identificar a origem da dor dentária. Na anamnese, foi constatado que o paciente apresentava quadro de estresse por estar fora do ambiente familiar e não conseguia se adaptar à rotina do serviço militar.
    Além disso, seus hábitos de higiene eram irregulares e sua dieta, descontrolada, com elevada ingestão de doces, balas e refrigerantes. No exame clínico e radiográfico completo foi observada a seguinte situação: < gengivite generalizada com áreas de sangramento espontâneo; < lesões de mancha branca opacas e porosas acompanhando o contorno gengival da área vestibular dos dentes posteriores; < na região inferior esquerda, a crista marginal da face mesial do terceiro molar já tocando o segundo molar na região do terço médio da face distal, havendo um capuz cobrindo parte da coroa deste terceiro molar com áreas de dilaceração do epitélio e sinais de inflamação aguda; < dente 16 com área radiolúcida na face mesial atingindo o terço interno da dentina na radiografia e sombreamento perceptível clinicamente atingindo a face mesial; < segundo imagem radiográfica, os dentes 24 e 25 apresentam perda mineral nos terços externos do esmalte proximal, nãovisíveis clinicamente; < restauração de amálgama oclusomesial no dente 36 com linha de fratura na direção correspondente ao ângulo axiopulpar (visível clinicamente, mas não-visível na imagem radiográfica).
    Tendo como referência esse caso clínico hipotético, julgue os itens.
    Esse paciente precisa de acompanhamento sistemático para controle da doença e de fluorterapia intensa para diminuir as seqüelas da atividade da doença cárie.
    Certo
    Errado
  • questão #235462
    CESPE - 2007 - PM-RIO BRANCO- AC - Cirurgião Dentista
    Assunto: Geral
    Um paciente do sexo masculino, com 18 anos de idade, prestando serviço militar obrigatório há seis meses, apresentou-se para tratamento queixando-se de dor na região dos molares inferiores do lado esquerdo, sem conseguir identificar a origem da dor dentária. Na anamnese, foi constatado que o paciente apresentava quadro de estresse por estar fora do ambiente familiar e não conseguia se adaptar à rotina do serviço militar.
    Além disso, seus hábitos de higiene eram irregulares e sua dieta, descontrolada, com elevada ingestão de doces, balas e refrigerantes. No exame clínico e radiográfico completo foi observada a seguinte situação: < gengivite generalizada com áreas de sangramento espontâneo; < lesões de mancha branca opacas e porosas acompanhando o contorno gengival da área vestibular dos dentes posteriores; < na região inferior esquerda, a crista marginal da face mesial do terceiro molar já tocando o segundo molar na região do terço médio da face distal, havendo um capuz cobrindo parte da coroa deste terceiro molar com áreas de dilaceração do epitélio e sinais de inflamação aguda; < dente 16 com área radiolúcida na face mesial atingindo o terço interno da dentina na radiografia e sombreamento perceptível clinicamente atingindo a face mesial; < segundo imagem radiográfica, os dentes 24 e 25 apresentam perda mineral nos terços externos do esmalte proximal, nãovisíveis clinicamente; < restauração de amálgama oclusomesial no dente 36 com linha de fratura na direção correspondente ao ângulo axiopulpar (visível clinicamente, mas não-visível na imagem radiográfica).
    Tendo como referência esse caso clínico hipotético, julgue os itens.
    No primeiro momento, deve-se esclarecer o paciente sobre a sua situação de atividade e risco da doença cárie e sobre a necessidade de se introduzirem mudanças de hábitos dietéticos e de higiene.
    Certo
    Errado
  • questão #235463
    CESPE - 2007 - PM-RIO BRANCO- AC - Cirurgião Dentista
    Assunto: Geral
    Um paciente do sexo masculino, com 18 anos de idade, prestando serviço militar obrigatório há seis meses, apresentou-se para tratamento queixando-se de dor na região dos molares inferiores do lado esquerdo, sem conseguir identificar a origem da dor dentária. Na anamnese, foi constatado que o paciente apresentava quadro de estresse por estar fora do ambiente familiar e não conseguia se adaptar à rotina do serviço militar.
    Além disso, seus hábitos de higiene eram irregulares e sua dieta, descontrolada, com elevada ingestão de doces, balas e refrigerantes. No exame clínico e radiográfico completo foi observada a seguinte situação: < gengivite generalizada com áreas de sangramento espontâneo; < lesões de mancha branca opacas e porosas acompanhando o contorno gengival da área vestibular dos dentes posteriores; < na região inferior esquerda, a crista marginal da face mesial do terceiro molar já tocando o segundo molar na região do terço médio da face distal, havendo um capuz cobrindo parte da coroa deste terceiro molar com áreas de dilaceração do epitélio e sinais de inflamação aguda; < dente 16 com área radiolúcida na face mesial atingindo o terço interno da dentina na radiografia e sombreamento perceptível clinicamente atingindo a face mesial; < segundo imagem radiográfica, os dentes 24 e 25 apresentam perda mineral nos terços externos do esmalte proximal, nãovisíveis clinicamente; < restauração de amálgama oclusomesial no dente 36 com linha de fratura na direção correspondente ao ângulo axiopulpar (visível clinicamente, mas não-visível na imagem radiográfica).
    Tendo como referência esse caso clínico hipotético, julgue os itens.
    Para tratamento da gengivite, será necessária a realização de curetagem supra e subgengival.
    Certo
    Errado
  • questão #235464
    CESPE - 2007 - PM-RIO BRANCO- AC - Cirurgião Dentista
    Assunto: Geral
    Um paciente do sexo masculino, com 18 anos de idade, prestando serviço militar obrigatório há seis meses, apresentou-se para tratamento queixando-se de dor na região dos molares inferiores do lado esquerdo, sem conseguir identificar a origem da dor dentária. Na anamnese, foi constatado que o paciente apresentava quadro de estresse por estar fora do ambiente familiar e não conseguia se adaptar à rotina do serviço militar.
    Além disso, seus hábitos de higiene eram irregulares e sua dieta, descontrolada, com elevada ingestão de doces, balas e refrigerantes. No exame clínico e radiográfico completo foi observada a seguinte situação: < gengivite generalizada com áreas de sangramento espontâneo; < lesões de mancha branca opacas e porosas acompanhando o contorno gengival da área vestibular dos dentes posteriores; < na região inferior esquerda, a crista marginal da face mesial do terceiro molar já tocando o segundo molar na região do terço médio da face distal, havendo um capuz cobrindo parte da coroa deste terceiro molar com áreas de dilaceração do epitélio e sinais de inflamação aguda; < dente 16 com área radiolúcida na face mesial atingindo o terço interno da dentina na radiografia e sombreamento perceptível clinicamente atingindo a face mesial; < segundo imagem radiográfica, os dentes 24 e 25 apresentam perda mineral nos terços externos do esmalte proximal, nãovisíveis clinicamente; < restauração de amálgama oclusomesial no dente 36 com linha de fratura na direção correspondente ao ângulo axiopulpar (visível clinicamente, mas não-visível na imagem radiográfica).
    Tendo como referência esse caso clínico hipotético, julgue os itens.
    É necessário investigar o uso do flúor na fase de maturação do esmalte do paciente, pois ele apresenta manchas brancas simétricas em dentes contralaterais sugestivas de fluorose.
    Certo
    Errado
  • questão #235465
    CESPE - 2007 - PM-RIO BRANCO- AC - Cirurgião Dentista
    Assunto: Geral
    Um paciente do sexo masculino, com 18 anos de idade, prestando serviço militar obrigatório há seis meses, apresentou-se para tratamento queixando-se de dor na região dos molares inferiores do lado esquerdo, sem conseguir identificar a origem da dor dentária. Na anamnese, foi constatado que o paciente apresentava quadro de estresse por estar fora do ambiente familiar e não conseguia se adaptar à rotina do serviço militar.
    Além disso, seus hábitos de higiene eram irregulares e sua dieta, descontrolada, com elevada ingestão de doces, balas e refrigerantes. No exame clínico e radiográfico completo foi observada a seguinte situação: < gengivite generalizada com áreas de sangramento espontâneo; < lesões de mancha branca opacas e porosas acompanhando o contorno gengival da área vestibular dos dentes posteriores; < na região inferior esquerda, a crista marginal da face mesial do terceiro molar já tocando o segundo molar na região do terço médio da face distal, havendo um capuz cobrindo parte da coroa deste terceiro molar com áreas de dilaceração do epitélio e sinais de inflamação aguda; < dente 16 com área radiolúcida na face mesial atingindo o terço interno da dentina na radiografia e sombreamento perceptível clinicamente atingindo a face mesial; < segundo imagem radiográfica, os dentes 24 e 25 apresentam perda mineral nos terços externos do esmalte proximal, nãovisíveis clinicamente; < restauração de amálgama oclusomesial no dente 36 com linha de fratura na direção correspondente ao ângulo axiopulpar (visível clinicamente, mas não-visível na imagem radiográfica).
    Tendo como referência esse caso clínico hipotético, julgue os itens.
    É indicada a exodontia do dente 38, pois o eixo de erupção está comprometido e há sinais e sintomas de pericoronarite.
    Certo
    Errado
  • questão #235458
    CESPE - 2007 - PM-RIO BRANCO- AC - Cirurgião Dentista
    Assunto: Geral
    Para restaurações posteriores em amálgama e resina composta, podem ser utilizados diferentes materiais e técnicas de proteção do complexo dentinopulpar. Acerca desse assunto, julgue os seguintes itens.
    O verniz cavitário pode ser usado como protetor, em restaurações de amálgama de profundidade rasa, e para restauração de ionômero de vidro, em classe V de Black.
    Certo
    Errado
  • questão #235459
    CESPE - 2007 - PM-RIO BRANCO- AC - Cirurgião Dentista
    Assunto: Geral
    Para restaurações posteriores em amálgama e resina composta, podem ser utilizados diferentes materiais e técnicas de proteção do complexo dentinopulpar. Acerca desse assunto, julgue os seguintes itens.
    Os adesivos dentinários não são considerados protetores para cavidades de profundidade média e rasa que serão restauradas com resinas compostas.
    Certo
    Errado